Grails 3.1.5
19/04/2016 15:06
2
Boa tarde,

Sempre é bom esperar por uma versão madura para considerar coloca-la em produção. O fato de já estar na versão 3.1.5 indica que já tem-se uma versão bem consolidada, correto? 

Eu instalei essa versão para conhece-la melhor, entender a nova estrutura de diretórios e as mudanças mais radicais no framework e estou gostando. A interface me lembrou muito o Grails 1.3.7 - FANTÁSTICO - de uma forma mais moderninha. Os profiles também são interessantes principalmente quando se vai desenvolver só uma aplicação REST sem interfaces.

Eu "pulei" a versão 2.5. Se não me engano nela já tinham boas alterações na estrutura de diretório, então muitas coisas que estou vendo como novas, podem não ser absolutamente novas da versão. Gradle também é lindo (só preciso aprender a editar os plugins que ele baixa em .JAR através da IDE para ganhar produtividade)

Mas nem tudo que eu li foi positivo. Não achei nenhum benchmarking, mas vi relatos que aplicações feitas com Grails 3 são mais pesadas que as de grails 2, exigindo mais memória da JVM e restringindo um pouco a utilização de hospedagem free tier. Mas mesmo que fosse em uma instancia paga, se consome mais, custa mais. Aí eu queria saber se pela experiência é realmente muito pior. Eu acho que isso é mais quando se tenta compilar a aplicação e roda-la em um Jar e não sempre.

Por fim estou numa situação chata.

Vou precisar implementar um conceito multi-tentant em uma aplicação que tenho desenvolvido. O problema é que ela roda numa versão 2.4.4(?) que é incompatível com o plugin multi-tentant. Teria que descer de versão para 2.3.? ou migra-la toda para Grails 3. Não tenho conhecimento de implementar na unha a funcionalidade do plugin. 

Melhor portar para baixo ou para cima?
Tags: Grails 3, multi-tentant, migrar, plugin, novidades, mudanças


1
Oi Rafael,

algo que você pode fazer é o seguinte: migrar o plug-in para a versão 3 do Grails, o que não é difícil de ser feito. Inclusive, eu mesmo estou para executar esta tarefa em um projeto futuro. Existe já uma versão do plug-in para o Grails 3, mas ainda não experimentei.

Outro caminho, é ler na documentação do próprio Hibernate como tirar proveito desta funcionalidade. Já que o GORM usa o Hibernate, é possível usá-la em sua aplicação Grails também.

Devo publicar um guia a respeito em breve na página de guias da itexto: aguarde! http://www.itexto.com.br/guias


1
Obrigado pelo retorno, Kico. FIcarei ligado para acompanhar a publicação.

Eu consultei o plugin multitenant do Grails 3 (https://grails.org/plugins.html#plugin/multitenant) e a implementação parece ser bem semelhante ao multi-tenant-sigle-db.

Em paralelo consultei o roadmap do Grais 3.2 e fiquei com grandes expectativas para o Scaffolding em AngularJS e Multi Tenancy Support nativo.

Vou continuar brincando aqui com o Grails 3.1 :)
20/04/2016 10:42



Ainda não faz parte da comunidade???

Para se registrar, clique aqui.


Aprenda Groovy e Grails com a Formação itexto!

Newsletter Semana Groovy

Assinar

Envie seu link!


Livro de Grails


/dev/All

Os melhores blogs de TI (e em português) em um único lugar!

 
Creative Commons
RSS Grails Brasil é mantido por itexto Consultoria.
Em caso de problemas contacte Henrique Lobo Weissmann (Kico) por e-mail: kico@itexto.com.br
Todo o conteúdo presente neste site adota o Creative Commons como licença padrão.
Ver: 4.14.0
itexto